Pesquisas e artigos científicos comprovam que, com o avançar da idade, é muito comum que a perda auditiva ocasione no idoso não apenas a dificuldade de ouvir. Mas também um declínio cognitivo resultando em perda de memória, atenção reduzida e dificuldades relacionadas ao raciocínio lógico.

Como ocorre esse declínio do Cognitivo ?

Esse risco de queda do cognitivo ocorre devido à diminuição das atividades sociais em consequência da dificuldade de conversar com outras pessoas e de ouvir os sons ao redor. Com isso, os estímulos cerebrais ficam limitados, resultando na aceleração de perda de memória, da falta de atenção, entre outras limitações. O uso do aparelho auditivo, ao proporcionar mais sons que anteriormente não estavam sendo ouvidos, impede essa aceleração, praticamente eliminando o declínio cognitivo.

Riscos da falta de tratamento

A falta de tratamento adequado para a perda auditiva pode agravar o déficit de audição. Por isso, a recomendação é, logo que surgirem os primeiros sintomas de dificuldades para ouvir, passar por uma avaliação audiólogica e exames regulares com um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo.

Este artigo foi escrito por nossa fonoaudióloga Dra. Carolina Ribeiro (CRFa 6 -7076).

Conta com a experiência de mais de 17 anos da Fonoaudióloga Cristiane Guedes, buscando sempre a excelência na prestação de serviços em Saúde da Comunicação Humana.

Fale Conosco

Rua Dona Zeli Lage, 35, bairro Passos, Juiz de Fora, MG,
CEP 36026-430

(32) 3216-4966

Central de Atendimento

 
(32) 3216-4966
(32) 99126-4982
[email protected]

Como Chegar

Ligar

Whatsapp

© Todos os Direitos Reservados

Share This