fbpx

Relação entre Perda Auditiva e declínio Cognitivo

Atualizado em 13/10/2019
Por

Relação entre Perda Auditiva e declínio Cognitivo

Atualizado em 13/10/2019
Por
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Pesquisas e artigos científicos comprovam que, com o avançar da idade, é muito comum que a perda auditiva ocasione no idoso não apenas a dificuldade de ouvir. Mas também um declínio cognitivo resultando em perda de memória, atenção reduzida e dificuldades relacionadas ao raciocínio lógico.

Como ocorre esse declínio do Cognitivo ?

Esse risco de queda do cognitivo ocorre devido à diminuição das atividades sociais em consequência da dificuldade de conversar com outras pessoas e de ouvir os sons ao redor. Com isso, os estímulos cerebrais ficam limitados, resultando na aceleração de perda de memória, da falta de atenção, entre outras limitações. O uso do aparelho auditivo, ao proporcionar mais sons que anteriormente não estavam sendo ouvidos, impede essa aceleração, praticamente eliminando o declínio cognitivo.

Riscos da falta de tratamento

A falta de tratamento adequado para a perda auditiva pode agravar o déficit de audição. Por isso, a recomendação é, logo que surgirem os primeiros sintomas de dificuldades para ouvir, passar por uma avaliação audiólogica e exames regulares com um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo.

Este artigo foi escrito por nossa fonoaudióloga Dra. Carolina Ribeiro (CRFa 6 -7076).

Comunicar, aqui no Blog.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Relação entre Perda Auditiva e declínio Cognitivo.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tenha o total controle das informações do seu negócio, e conte com a nossa solução para crescer com você.
Share This